DNA

Missão está no centro do nosso DNA

AMAMOS O EVANGELHO
A Igreja Presbiteriana das Águas nasceu com um propósito missionário. E como cada ser vivo possui um DNA, que confere uma identidade única, assim também nossa Igreja possui um DNA, que expressa exatamente qual é a nossa identidade, o que somos e sempre queremos ser em cada novo participante da Igreja.
A Igreja Presbiteriana das Águas nasceu com um propósito missionário. E como cada ser vivo possui um DNA, que confere uma identidade única, assim também nossa Igreja possui um DNA, que expressa exatamente qual é a nossa identidade, o que somos e sempre queremos ser em cada novo participante da Igreja.
NOSSO DNA É
Ser um time de missionários que amam o evangelho, e o compartilham através dos nossos relacionamentos, para glória de Deus e transformação da nossa cidade.
Ser um time de missionários que amam o evangelho, e o compartilham através dos nossos relacionamentos, para glória de Deus e transformação da nossa cidade.
SER UM TIME DE MISSIONÁRIOS
Nossa visão é que ser cristão é mais do que simplesmente ser membro de uma instituição. Ser cristão é ser missionário. Isso quer dizer que missionários não são apenas aquelas pessoas que vão pregar o evangelho em lugares remotos do mundo. Toda pessoa que crê e confessa Jesus com seu Senhor e salvador é um missionário. E além de se ver como missionário, você precisar agir como missionário junto aos seus vizinhos, familiares, colegas de trabalho, de escola, de faculdade, enfim, com todas as pessoas que você se relaciona.
Nossa visão é que ser cristão é mais do que simplesmente ser membro de uma instituição. Ser cristão é ser missionário. Isso quer dizer que missionários não são apenas aquelas pessoas que vão pregar o evangelho em lugares remotos do mundo. Toda pessoa que crê e confessa Jesus com seu Senhor e salvador é um missionário. E além de se ver como missionário, você precisar agir como missionário junto aos seus vizinhos, familiares, colegas de trabalho, de escola, de faculdade, enfim, com todas as pessoas que você se relaciona.
QUE AMAM O EVANGELHO
O evangelho é mais do que um estilo de vida social ou que um conjunto de regras religiosas. O evangelho é uma pessoa. É Jesus. Ele transformou as nossas vidas e pode transformar a vida dos nossos amigos. Queremos ser um povo que ama Jesus. Queremos que tudo em nossa Igreja reflita Jesus, aponte para Jesus. Queremos que todos nessa igreja falem de Jesus, e que outras pessoas se juntem a nós porque querem estar junto de pessoas que amam a Cristo.
O evangelho é mais do que um estilo de vida social ou que um conjunto de regras religiosas. O evangelho é uma pessoa. É Jesus. Ele transformou as nossas vidas e pode transformar a vida dos nossos amigos. Queremos ser um povo que ama Jesus. Queremos que tudo em nossa Igreja reflita Jesus, aponte para Jesus. Queremos que todos nessa igreja falem de Jesus, e que outras pessoas se juntem a nós porque querem estar junto de pessoas que amam a Cristo.
O COMPARTILHAM ATRAVÉS DOS RELACIONAMENTOS
Nosso alvo de evangelização são as pessoas que nós nos relacionamos. Devemos orar por elas, conversar sobre o evangelho com elas, e então, convidamos para encontro em uma casa ou para o culto na igreja. De qualquer forma, o culto com todos os irmãos na igreja é apenas a conclusão do processo de evangelização. Aliás, apenas convidar para vir à Igreja não é evangelização. Precisamos investir nas amizades que já temos e em outras, com uma finalidade missionária.
Nosso alvo de evangelização são as pessoas que nós nos relacionamos. Devemos orar por elas, conversar sobre o evangelho com elas, e então, convidamos para encontro em uma casa ou para o culto na igreja. De qualquer forma, o culto com todos os irmãos na igreja é apenas a conclusão do processo de evangelização. Aliás, apenas convidar para vir à Igreja não é evangelização. Precisamos investir nas amizades que já temos e em outras, com uma finalidade missionária.
PARA A GLÓRIA DE DEUS
Todas as coisas foram criadas por Deus para a sua própria glória. Dessa forma, o ser humano foi criado para glorificar a Deus. Mas o pecado, e ações de Satanás nos levam a buscar a nossa própria glória, ou a glória de outras pessoas. Deus, porém, enviou seu Filho ao mundo para nos trazer salvação, para que, libertos do pecado, possamos novamente buscar a glória de Deus. Como igreja, qualquer iniciativa, ministério, ou evento só tem sentido se tiver como alvo glorificar o nome do Senhor.
Todas as coisas foram criadas por Deus para a sua própria glória. Dessa forma, o ser humano foi criado para glorificar a Deus. Mas o pecado, e ações de Satanás nos levam a buscar a nossa própria glória, ou a glória de outras pessoas. Deus, porém, enviou seu Filho ao mundo para nos trazer salvação, para que, libertos do pecado, possamos novamente buscar a glória de Deus. Como igreja, qualquer iniciativa, ministério, ou evento só tem sentido se tiver como alvo glorificar o nome do Senhor.
TRANSFORMAÇÃO DA NOSSA CIDADE
Cremos que o poder do evangelho que transforma vidas também precisa transformar a realidade, ou seja, a transformação das pessoas precisa levar a transformação das condições sociais, políticas, econômicas, ecológicas e morais da cidade. É preciso que os hospitais, as escolas, as empresas e outras instituições experimentam o impacto dos valores do reino de Deus. Focar a cidade é focar uma micro unidade da criação, e o reino de Deus abrange toda a criação. Pois a salvação trazida por Jesus tem consequências não somente sobre as pessoas, mas sobre todo o universo, como nos mostra o livro de Apocalipse. A implicação de todas essas convicções para igreja é que precisamos ser uma igreja conectada com a dinâmica da cidade. Não podemos nos isolar, nem ver a cidade como espaço do inimigo. Tampouco podemos idolatrar a cidade. Devemos a amá-la como lugar em que o Senhor nos colocou para servi-lo, nos relacionar e promover o reino de Deus nela, através de parcerias com instituições que expressem os valores do reino ou com iniciativas próprias que possam abençoar a nossa cidade e região.
Cremos que o poder do evangelho que transforma vidas também precisa transformar a realidade, ou seja, a transformação das pessoas precisa levar a transformação das condições sociais, políticas, econômicas, ecológicas e morais da cidade. É preciso que os hospitais, as escolas, as empresas e outras instituições experimentam o impacto dos valores do reino de Deus. Focar a cidade é focar uma micro unidade da criação, e o reino de Deus abrange toda a criação. Pois a salvação trazida por Jesus tem consequências não somente sobre as pessoas, mas sobre todo o universo, como nos mostra o livro de Apocalipse. A implicação de todas essas convicções para igreja é que precisamos ser uma igreja conectada com a dinâmica da cidade. Não podemos nos isolar, nem ver a cidade como espaço do inimigo. Tampouco podemos idolatrar a cidade. Devemos a amá-la como lugar em que o Senhor nos colocou para servi-lo, nos relacionar e promover o reino de Deus nela, através de parcerias com instituições que expressem os valores do reino ou com iniciativas próprias que possam abençoar a nossa cidade e região.